ESPECIAL JN ONLINE
Actualizações
permanentes
desde o Parque Tejo

» Cartaz «

»2º Acto (5 de Julho)
Underworld (00h45)
Interpol (23h05)
Scissor Sisters (21h20)
TV On The Radio (20h10)
The Gossip (19h05)
X-Wife (18h10)
Micro Audio Waves (17h35)
Anselmo Ralph (17h00)

»1º Acto (28 de Junho)
Metallica (22h45)
Joe Satriani (20h50)
Stone Sour (19h40)
Mastodon (18h20)
Blood Brothers (17h30)
More Than A Thousand (16h45)
Men Eater (16h00)

»2º Acto (3 de Julho)
Arcade Fire (00h00)
Bloc Party (22h25)
The Magic Numbers (21h05)
Klaxons (19h45)
The Gift (18h35)
Bunnyranch (17h30)
Y! (17h00)

»2º Acto (4 de Julho)
LCD Soundsystem (00h20)
The Jesus and Mary Chain (22h45)
Maxïmo Park (21h25)
The Rapture (cancelado)
Clap Your Hands Say Yeah (20h00)
Linda Martini (18h55)
Mundo Cão (18h00)

subscrever feeds

Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

Atitude, muita atitude


Palco

Já não há dúvidas. Esta é a noite mais concorrida do 2. Acto do Super Rock. Os Scissor Sisters invadem o festival com a sua música heterogénea. Pop, dance e disco e uma imensa atitude em cima do palco tiram o público do chão. Quase todo!  Porque junto à zona dos WC, o catalão Raviz tenta a custo entender duas portuguesas que acabou de conhecer. Veio de Barcelona para passar férias em Portugal e aproveitou a viagem para vir ao SBSR.  Mas do que está a gostar mesmo é  "das chicas portuguesas", diz ao JN.
mmolinos    
publicado por JN às 22:02
link do post | comentar | favorito
|

Aos saltinhos para ver o palco

Público
Tenho de estar em "bico de pés" para ver os concertos, lamenta João Serrasqueiro. Este estudante, de 18 anos, de Castelo Branco, lamenta que o terreno do SBSR não seja inclinado "como, por exemplo, o de Paredes de Coura. O pessoal lá atrás não vê nada. Temos de estar aos saltinhos", assegura. João crítica também a ausência de pulseiras identificadoras neste festival. "Entrámos com o bilhete e já não podemos sair do recinto", acusa este fã de Bloc Party e Interpol, que veio ao SBSR acompanhado por amigos de Paço de Arcos e Oeiras.
mmolinos      
publicado por JN às 21:47
link do post | comentar | favorito
|

Interpol vencem nas t-shirts

Merchandising
"O pessoal está a comprar bem! Só estamos a vender praticamente t-shirts dos Interpol", berra Francisco Costa, da tenda oficial de merchandising do SBSR, enquanto os portugueses X-wife rasgam o seu punk-rock no palco. "Pena foi os Arcade Fire não terem trazido t-shirts para comercializar", recorda Francisco. "Havia muita procura".  Como se pode ver na foto, as t-shirts oficiais dos Interpol custam 25 euros. Na concorrência, umas tendas mais abaixo", vendem-se a 10.
mmolinos
     

publicado por JN às 18:59
link do post | comentar | favorito
|

71 anos no Super Rock

Amigos
Terão sido os espectadores com mais idade do SBSR? Diamantino Direito tem 71 anos e foi dispensado do trabalho para vir ao Parque Tejo "dar uma força" a Herlander Sargento, vocalista da banda Gentlman Strip Club. Filipe Pereira, quase nos 60, seguiu os passos do seu colega dos cinemas da Lusomundo. "Mas daqui a pouco vamos embora, os cinemas não páram", brinca Diamantino, confessando que gosta "é de música dos anos 70. Isto é muito barulho. Mas o rapaz (Herlander) é nosso colega e merece o apoio", diz convicto. 
Quanto aos Gentlman Strip Club (na foto), grupo oriundo de Loures, tiveram os seus 15 minutos de fama no SBSR, que, a esta hora, não deverá ter no recinto mais de três centenas de pessoas. Muito menos de metade, terá assistido à actuação do angolano Anselmo Ralph.
mmolinos

          

publicado por JN às 17:10
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

"Fantasias sexuais de uma freira" abrem concertos de hoje

As "fantasias sexuais de uma freira" abriram o dia dois do 2ª acto do SBSR. Os portugueses Mundo Cão subiram ao palco, ainda com uma plateia pouco composta. "Isto hoje está paradinho, ainda mais paradinho do que ontem", desabafa um espectador. Atentos à actuação da banda de Pedro Laginha estão Ricardo Xao e Georgina Patrícia, que vieram de Leiria e, durante estes dias, ficaram agradavelmente surpreendidos com a actuação de ontem à noite dos Arcade Fire.

mmolinos
   
     

publicado por JN às 18:23
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Julho de 2007

Adolescentes e mais adolescentes


Público
Algumas t-shirts pretas dos "Ramones" e dos "Doors", muitos lenços cor de laranja (de uma operadora móvel), muitos, muitos adolescentes. A média de idades junto ao palco ronda os 17, 18 anos. Excepcção para José António, 38 anos, de Lisboa, que está no SBSR para ver Arcade Fire e Bloc Party . "Na quinta-feira (com Metallica) o público era outro", leia-se, menos novo, afirma o lisboeta. Enquanto isso, os portugueses Bunnyranch já passaram pelo palco. 
mmolinos     

publicado por JN às 18:18
link do post | comentar | favorito
|